Grandes Clássicos: A General (1926)

A GENERAL
Título Original: The General
País: Estados Unidos
Ano: 1926
Duração: 75 min./105 min.
Direção: Buster Keaton e Clyde Bruckman
Roteiro: Buster Keaton e Clyde Bruckman
Edição: Buster Keaton e Sherman Kell
Elenco:
Buster Keaton, Marion Mack, Glen Cavender, Jim Farley, Frederick Vromm, Charles Henry Smith, Frank Barnes, Joe Keaton, Mike Donlin, Tom Nawn.
Sinopse:
Durante a Guerra Civil Americana, espiões unionistas roubam uma locomotiva com o bjetivo de destruir as linhas de comunicações inimigas, mas têm de enfrentar o condutor da locomotiva que a tenta recuperar.

Inspirado em episódio real, esta obra prima do cinema mudo é o mais perfeito exemplar do talento de Buster Keaton, um dos maiores cômicos do cinema. Com grande senso de humor e rigorosa construção dramática, Keaton conta com a montagem de Sherman Kell para construir um modelo extraordinário desse gênio de aparente ingenuidade nas telas, mas de inabalável expressão facial, o que lhe deu o apelido “o homem que nunca ri”. Graças à exímia edição, que joga com as imagens da locomotiva, dos trilhos, dos soldados, das armas, transforma a locomotiva “General” em uma personagem viva e atuante.

Uma genial comédia de ação que resiste ao tempo

O mais famoso filme de Keaton tem por base o livro “Daring and Suffering: a History of the Great Railway Adventure”, publicado em 1863 e republicado anos mais tarde sob o novo título “The Great Locomotive Chase”. O seu autor, William Pittinger foi um sobrevivente do assalto a uma locomotiva, de nome “The General”, realizado por um grupo de soldados unionistas, no estado norte-americano da Geórgia. O filme, no entanto, foi um fracasso de bilheteria na época e acabou ajudando a sepultar a carreira de Keaton. O tempo, mais uma vez, veio fazer jus aos gênios: hoje, o filme é muitas vezes citado nas listas dos melhores da história do cinema.

O filme se baseia em um incidente real ocorrido durante a Guerra Civil americana envolvendo uma locomotiva batizada “The General”, para mostrar um engenheiro ferroviário que enfrenta espiões que sequestram seu trem e apresenta uma espetacular perseguição de locomotivas, proezas endiabradas, explosões, pontes em chamas, gags visuais, situações hilárias e um timing perfeito de narrativa. Sem esquecer o romantismo, o roteiro ainda apresenta Keaton como improvável herói romântico ao resgatar sua amada das garras dos espiões, ainda que o romance permaneça o tempo todo em segundo plano. Tudo no filme é absolutamente real: Keaton filmou todas as suas cenas perigosas pessoalmente, usou trens de verdade (um dos quais acabou no fundo de um rio por quase duas décadas) e no final de tudo, foi um milagre que ninguém tenha morrido durante a filmagem.

“A General” pode ser descrito como o filme fundamental para qualquer pessoa que queira saber como se faziam filmes no período silencioso do Cinema. Para isso, nada melhor do que ver o melhor de todos. Mais do que apenas uma das melhores comédias de todos os tempos, escrita, dirigida e estrelada por Buster Keaton, o filme é um engenhosa máquina de ação contínua que deixa qualquer um de seus congêneres quilômetros atrás. O filme apresenta cenas de ação que estão entre as mais bem realizadas de todos os tempos, sobretudo quando se trata de 1926 e todo filme posterior de ação ou aventura envolvendo perseguições com trens em alta velocidade certamente se inspirou em “A General”.

O roteiro do filme, porém, pouco importa, como em todo grande filme da era silenciosa, as imagens dizem tudo: quando a guerra explode entre sul e norte, para impressionar a mulher que ama, Keaton tenta alistar-se como voluntário, mas como é um engenheiro da Ferrovia Western & Atlantic, ele acaba rejeitado pelo exército que o julga mais valioso trabalhando na ferrovia. A garota presume que ele seja um covarde e o resto dos 75 minutos de duração mostram Keaton tentando provar o contrário, em que toda a ação se torna cada vez mais veloz. A despeito de todo o caos à sua volta, o personagem de Keaton jamais muda a expressão do seu rosto – uma característica do ator, e que lhe valeu a alcunha de “The Great Stoneface”, ou seja, “o grande rosto de pedra”.

Em 1999, o American Film Institute ranqueou Keaton como o número 21 da lista dos grandes atores de todos os tempos. Basta assistir “The General” para saber porque.

IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0017925/

Filme Completo:

Galeria de Imagens:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: